Ainda sobre Turismo Familiar…

Como citei no post anterior, foi assim que iniciei minha trajetória de turista. Enveredei pelo Turismo Familiar com pouco dinheiro, muita vontade de viajar e minha big family, como gosto de chamar.

Os primeiros destinos foram aqui no Ceará: Sobral, Ubajara, Camocim. Depois segui pelo Nordeste Brasileiro: Parnaíba, Recife, Natal, São Luís. Pelo Sul: Curitiba e Porto Alegre. E por fim cheguei ao Sudeste: São Paulo, Sorocaba e Indaiatuba, onde confesso que foi meu destino fixo de férias  por muito tempo.

Acredito que sou uma boa visita, pois tenho sempre as portas abertas. Ainda estou devendo algumas visitas à Ladário, Campo Grande e Teresina, mas pretendo cumprir o check list em breve.

Para poder saciar minha sede por viagens algumas estratégias foram necessárias:

  1. Agendar a férias do trabalho para os meses de baixa estação (março, abril, maio, agosto, setembro e outubro).
  2. Ficar de olho nas promoções de passagens e assim que elas aparecerem manter contato com os parentes da região da oferta antes de efetuar a compra das passagens.
  3. Depois de comprar as passagens a viagem já começa, com o planejamento do que fazer na localidade. Sempre respeitando as regras da casa onde vou me hospedar, bem como sua rotina, para incomodar o mínimo possível, pois a visita boa é aquela que o anfitrião mal percebe que está na sua casa, ou seja, que não dá trabalho.
  4. Ao planejar o roteiro de viagem checar como chegar a cada local que pretende visitar. No caso de São Paulo uma dica muito útil é verificar linhas de ônibus e metro no site do SPTrans.
  5. Consulte o site da cidade que você vai visitar e cheque as programações gratuitas, em geral os museus costumam ter um dia no meio da semana em que a entrada é gratuita. Sites como SESC e SESI costumam divulgar atrações gratuitas ou com preços simbólicos.
  6. Ah! E com certeza você vai descobrir alguma atividade interessante que seu anfitrião não conhece, então lembre de partilhar sua programação com ele e agendar ao menos um passeio que vocês possam fazer juntos.

Lembre-se! Uma boa visita sempre é bem vida!